POST

Em busca da Utopia

Eu não me lembro exatamente do momento em que me apaixonei por viajar. Não sei, inclusive, se houve tal momento. Diferente de outros encantamentos na vida que vêm e vão, essa paixão é tão intrínseca e tão longa que eu não sei se houve algum dia da minha vida que ela não existiu.

Em busca da Utopia

Quando pequena, eu viajava muito. Eu jogava tênis e muitos dos torneios eram fora do Rio, logo, pelo menos uma vez por mês eu visitava uma cidade diferente. Mais tarde, mais ou menos na época em que parei de jogar e comecei a faculdade de Engenharia, aos 17, eu fiz a minha primeira viagem ao exterior. A partir de então não parei mais. Fui garçonete na Austrália e Estados Unidos, mochileira na Europa, Ásia, América do Sul, Israel, Nova Zelândia e por aí vai.


Com essas viagens, eu conheci lugares, pessoas e formas alternativas de viver. Mas, o mais importante: eu descobri melhor a mim mesma também. Cada vez mais, minhas viagens ganhavam formato de trilhas, travessias e contemplação da natureza. Eram momentos especiais em que eu estava completamente feliz, sem nenhum tipo de preocupação. Enquanto no dia a dia da cidade eu vivia preocupada, nas viagens eu conseguia me conectar de verdade com a mundo em volta, experimentando uma paz que eu não sentia normalmente. Foi então que percebi que eu havia encontrado na natureza a minha religião, e me perguntava se era utópico desejar essa plenitude também no dia a dia.


A vida tem seus caprichos. No início deste ano fiquei desempregada e decidi que era a hora perfeita de correr atrás desse sonho, investir em algo que me proporcionasse uma vida com mais sentido, trazendo aquela felicidade constante para a minha rotina e inspirando outros a também perseguirem seus sonhos. Com a ajuda de muitas pessoas queridas, hoje nasce o Utópicos. E com ele, a nossa proposta de explorar o mundo através de verdadeiras experiências e da conexão com a natureza. Fiquem conectados: muitas novidades estão por vir.

#Utopicos

Posts recentes

Parceiros