Caminhada para uma das mais belas vistas da cidade do Rio de Janeiro

Por Que Vietnã?

Bem, o Vietnã está longe de ser diferentão. Quem gosta de fugir dos roteiros tradicionais repletos de turistas provavelmente vai se decepcionar com o destino. Apesar de ainda ser impopular entre os brasileiros, o Vietnã está cheio de turistas norte-americanos e europeus. Já quem busca conhecer a experiência de um país comunista pode acabar se frustrando também. Passando por diversas aberturas econômicas desde a década de 80, o país parece hoje ter mais de um capitalismo antidemocrático (com talvez um quê de anarquia) do que de um país comunista. E, de igual maneira, quem sonha em visitar uma das sete maravilhas do mundo, Halong Bay, tambêm tem grandes chances de se decepcionar pois, além de poluída, a baía foi tomada por barcos de turismo por todos os lados.


Então, por que Vietnã?

Em primeiro lugar, o Vietnã oferece ótimas opcões para todos os perfis de turistas. Dos que buscam lindas paisagens aos que buscam uma imersão cultural e conhecimento histórico, você vai achar de tudo no Vietnã! Em segundo, porque a desvalorização do Dong permite uma viagem relativamente barata, onde é possível ter ótimas refeições por menos de USD5 e acomodações por menos de USD10/dia.


Belezas Naturais

Apesar de mundialmente conhecido por Halong Bay, o Vietnã tem muito mais a oferecer do que a famosa baía. Intensamente explorada pelo turismo nos últimos anos, Halong Bay perdeu muito de sua magia devido à poluição e à enorme quantidade de barcos que navegam a região diariamente. Mas nem tudo está perdido. Devido ao boom recente, outras companhias vêm explorando a Bai Tu Long Bay, uma baía um pouquinho mais adiante que oferece a mesma paisagem com mais tranquilidade.


Ainda nos destinos tradicionais do Vietnã, é possível conferir a beleza natural do país através de passeios pelos lindos campos de arroz de Muong Hoa Valley, em Sapa, e as famosas praias de Phu Quoc e Nha Trang. Em Sapa, indicamos a associação Sapa Sisters, que oferece passeios personalizados com guias mulheres e todas pertencentes a uma minoria étnica chamada Hmong.


Para quem curte destinos menos tradicionais, o Vietnã conta com maravilhosos Parques Nacionais. O Phong Nha-Ke Bang National Park, por exemplo, abriga diversas cavernas, incluindo a maior e a terceira maior do mundo (Hang Son Doong e Hang En), que devido à sua beleza exótica já foi palco de filmes de fantasia como “Peter Pan” e “King Kong” (“Kong: Skull Island”). Todas as trilhas nessa região são realizadas por meio de excursões e tem que ser fechadas com antecedência já que apresentam números restritos de visitantes.


Imersão Cultural

É inegável que a globalização tem diminuído bastante o contraste entre os países. Não é raro estar em um pais estrangeiro, por exemplo, e ouvir Michel Teló tocando em algum bar. Vietnã, entretanto, foge um pouco à regra. Em geral, o país ainda tem um quê de pré-modernidade, apresentando ainda muito comércio na rua e pouca influência tecnológica. Nesse sentido, ir ao Vietnã nos permite de fato imergir em uma cultura totalmente diferente da nossa. Os inúmeros mercados de rua parecem completamente salvos de influência ocidental, repletos de vietnamitas com roupas coloridas e chapéus cônicos e comidas típicas, como Pho e Bun Cha. Além disso, apesar de mais de 80% da população declarar que não possui religião (Fonte: Cia Factbook), o país conta com diversos templos e pagodas. Na Cidade de Hue, por exemplo, há a linda Pagoda of the Celestial Lady e, próximo à Hoi An, o santuário de My Son.


​​Agora, a maior experiência antropológica no Vietnã é, sem dúvida, o trânsito. Com um mar de motocicletas por todo os lados, as grandes cidades de Hanoi e Ho Chi Minh figuram um caos que lembra um formigueiro após ser pisado. Nesse "funky jungle" (belo nome de um hostel que retrata bem o espírito vietnamita), ninguém respeita sinal vermelho, o que faz com que a única forma de atravessar a rua seja andar por entre os veículos em movimento com a esperança de não ser atropelado.

Conhecimento Histórico

Vietnã é acima de tudo um país com uma incrível história de resistência e que viveu grande parte do tempo sob a invasão de países estrangeiros (1.000 anos de China, 100 anos de França, 20 anos de Estados Unidos e 2 anos de Japão). Nesse contexto, uma viagem ao Vietnã oferece uma incrível oportunidade de saber mais sobre as diversas guerras que ocorreram na região, o que significa aprender sobre o mundo em que vivemos e as relações de poder a que estamos submetidos. Há diversos museus de guerra por lá, principalmente nas cidades grandes de Hanoi e Ho Chi Minh, como o famoso War Remnants Museum e o Vietnamese Women's Museum, dedicado à participação das mulheres nas lutas de resistência. Além disso, por todo o país é possível ver a grande importância de Ho Chi Minh, general que ajudou o Vietnã a se libertar das invasões tanto da França como dos Estados Unidos e se tornou herói nacional e símbolo de liberdade e independência para o país.


Se você gostou dessas dicas e quer planejar suas próximas férias, não deixe de solicitar um orçamento de passagens, hospedagens e seguro com a gente (reservas@utopicosmundoafora.com).

#Vietnã #SudesteAsiático #Ásia

Posts recentes

Parceiros