Caminhada para uma das mais belas vistas da cidade do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro continua lindo... (parte I)

Eu amo viajar e explorar novos lugares, mas vamos combinar que não é à toa que a cidade do Rio de Janeiro é conhecida como a Cidade Maravilhosa. Com tantas trilhas de fácil acesso e paisagens únicas, eu não poderia começar esse blog falando de outros picos que não os nossos. Para os que estão começando a entrar nesse mundo de trilhas e caminhadas, ou não conhecem muito bem o Rio, preparei uma lista com as trilhas da Zona Sul que todos deveriam conhecer. :)


1) Pedra da Gávea Provavelmente, a trilha mais conhecida do Rio de Janeiro. E não é para menos! A vista do seu cume é incrível, de onde é possível ver de um lado a praia da Barra até o Recreio e de outro, a praia de São Conrado e a Zona Sul.

Dizem que seu nome foi dado em uma expedição portuguesa, devido a seu formato de um cesto de gávea, mas o que chama a atenção mesmo é a famosa Cabeça do Imperador, que parece um rosto de gigante esculpido na pedra. A Pedra da Gávea não é uma trilha para iniciantes. Além de ser longa e com muitos trechos de subida, ainda conta com 30 metros de escalada -- a famosa Carrasqueira -- que apesar de não ser difícil, é bastante exposta. Por isso, é recomendável ir acompanhado de um guia experiente com equipamento.

Local de acesso: Estrada do Sorimã, Barra da Tijuca

Nível de dificuldade: Difícil

Tempo médio de ida: 3h

Hora de Acesso: Diariamente das 8h às 17h (até 18h no horário de verão). Só é permitido que inicie a trilha até às 14h, para que dê tempo de voltar antes do fechamento do Parque Nacional da Tijuca.


2) Morro da Urca (“Pão de Açúcar”) É uma ótima opção para conhecer um dos mais clássicos cartões postais do Rio, o Pão de Açúcar! A trilha é relativamente fácil, sendo a primeira metade um pouco íngreme. Sem trechos expostos ou obstáculos pelo caminho, é também ótima opção para se levar crianças e pessoas com pouco preparo físico.

A entrada é pela Pista Claudio Coutinho, ao lado da Praia Vermelha. A trilha deve ser feita guiando-se sempre pela esquerda, pois à direita, há caminhos que levam a vias de escalada. A trilha leva no mesmo ponto que o bondinho, porém vale lembrar que o Morro da Urca é a montanha mais baixa. Para chegar na montanha mais alta, a que leva o nome original do Pão de Açúcar, é preciso pegar o tradicional bondinho (ou escalar por uma das vias existentes com um montanhista experiente), entretanto vale lembrar que para pegar o bondinho, é preciso se organizar e comprar antes, pois não há venda no Morro da Urca. Além disso, é preciso ficar atento ao horário de fechamento da Pista Claudio Coutinho às 18h. Caso decida voltar de bondinho, a última viagem do Morro da Urca para Praia Vermelha é às 21h. Uma ótima dica: após às 18h (ou 19h no horário de verão), é possível descer no bondinho de graça.


Local de acesso: Urca (próximo à Praia Vermelha)

Nível de dificuldade: Fácil/ Médio

Tempo médio de ida: 40min

Horário de acesso: Diariamente das 6h às 18h.


3) Morro Dois Irmãos (Irmão Maior) Na minha opinião, uma das mais bonitas vistas da cidade e um excelente “esforço-benefício”, já que não é uma caminhada muito longa ou puxada e, mesmo assim, alcança um dos pontos mais altos da cidade.

Para chegar ao início da trilha, pega-se a Avenida Niemeyer até a entrada da favela Vidigal. De lá, é só pegar moto-táxi ou Kombi, que se encontram estacionados na entrada, até o campo de futebol na Vila Olímpica –- os próprios moradores e trabalhadores da região sabem indicar o início da caminhada. Com a “carona” até o campo, corta-se uma boa parte do caminho, o que torna a caminhada não tão pesada. A trilha é curta e pode ser concluída em 30min se a pessoa estiver com bom preparo físico. A trilha leva ao cume do Irmão Maior (só é possível subir o Irmão Menor por escalada com um montanhista experiente), um grande platô de onde é possível contemplar toda a Zona Sul do Rio. Além disso, ao longo do caminho, temos algumas vistas de São Conrado -- com a Pedra da Gávea e a Pedra Bonita ao fundo -- e da Rocinha.


Local de acesso: Favela Vidigal via Avenida Niemayer (Leblon)

Nível de dificuldade: Médio

Tempo médio de ida: 1h

Horário de acesso: N/A


4) Pedra Bonita A Pedra Bonita é aquela linda montanha chapada que fica ao lado da Pedra da Gávea. Sua trilha é uma ótima opção para quem está começando no mundo das caminhadas.

O acesso pode ser feito de carro pela Estrada das Canoas, seguindo pela mesma rua que dá acesso à rampa de voo. É bom chegar bem cedo, pois o estacionamento é pequeno e a fila dos carros fica quilométrica (há pagamento de estacionamento). A Pedra, famosa pelos saltos de asa-delta e parapente, tem um atrativo ainda melhor: sua trilha a um dos visuais mais deslumbrantes da cidade. De lá, temos a vista mais bonita da Pedra de Gávea -- de frente para a Cabeça do Imperador, o famoso “rosto” esculpido na rocha -- e uma das vistas mais completas do Rio de Janeiro, alcançando tanto a Zona Oeste de um lado, quanto a Zona Sul do outro (vendo inclusive o Morro Dois Irmãos). A caminhada, apesar de íngreme, é curta e pode ser feita em até 30min se a pessoa estiver com um bom preparo físico. Sem muitos obstáculos pelo caminho, é uma boa opção para levar crianças!


Local de acesso: Estrada das Canoas (Gávea)

Nível de dificuldade: Fácil/ Médio

Tempo médio de ida: 1h

Horário de acesso: Diariamente das 8h às 17h (até 18h no horário de verão).


5) Morro do Corcovado

Esta é uma trilha especial por alguns motivos. Primeiro, porque é uma das trilhas mais difíceis da zona sul. Segundo, porque seu início fica no conhecido e charmoso Parque Lage, um dos parques mais legais da cidade. E por último, mas não menos importante, porque seu destino final é nada menos do que o Cristo Redentor!

O início da trilha é mais tranquilo, com riachos e cascatinhas. Depois, o caminho vai ficando íngreme e escorregadio até cruzar com os trilhos do bonde, que indica o final da trilha. A partir daí, basta seguir pela Estrada do Corcovado até a entrada do Cristo Redentor. Para chegar aos pés do Cristo é necessário pagar entrada, mas é mais barato do que se fosse de bondinho. Seus valores variam entre dias de semana e finais de semana/feriados.


Local de acesso: Parque Laje (Jardim Botânico)

Nível de dificuldade: Difícil

Tempo médio de ida: 2h20

Horário de acesso: Diariamente das 8h às 17h (até 18h no horário de verão).


6) Pico do Sacopã (Catacumba)

A Lagoa Rodrigos de Freitas é um dos cartões postais do Rio, sendo um dos lugares mais bonitos da cidade. Com seus 8km de extensão, a Lagoa divide vários bairros e é comum passarmos pela região ao transitar pela cidade. A trilha ao mirante do Sacopã nos leva à vista mais linda da Lagoa, pois podemos vê-la por completo a uma altura não tão distante. Além disso, a paisagem ainda é composta por um pedacinho das praias de Ipanema e Leblon ao fundo.

A trilha é curta e relativamente fácil, sendo ótima para pessoas que estão começando a caminhar. O cume leva a um pequeno mirante, logo, é bom ir no primeiro horário para não pegar “engarrafamento”. Além disso, é uma excelente opção para levar as crianças, já que o Parque da Catacumba, por onde inicia a trilha, também oferece atividade outdoor como arvorismo e parede de escalada.


Local de acesso: Parque da Catacumba (Lagoa)

Nível de dificuldade: Fácil

Tempo médio de ida: 20min

Horário de acesso: terça a domingo 9h30-16h30 (17h30 no horário de verão)

OBS: De terça a sexta, é obrigatório agendar junto ao parque com 24h de antecedência – (21) 4105-0079



Continua..... Aguardem os próximos posts com mais dicas de trilhas no Rio! :)


Saia da Rotina! Acompanhe a nossa Agenda e a nossa página no Facebook e venha conhecer essas e várias outras trilhas com a gente!


#Brasil #RiodeJaneiro #Trilhasparainiciantes #Trilhasintermediárias

Posts recentes

Parceiros